“Será que tem idade pra assumir a responsabilidade de ser um filho da natureza?”

Essa pergunta é mais comúm que se imagina, pois não sabemos quando apresentar às criaças o Axé, a magia de uma casa de axé.

Na minha opnião, o primeiro passo pra saber se gosta ou não do candomblé/umbanda é tomar um bom banho de Agbò (Abô) e sentir a magia do axé e a força de Ossãe pelo corpo; é respirar um ar mais puro depois de deixar as ervas e folhas correrem no corpo.

Depois disso vestir uma roupa branca e responder a sí mesmo: Será que aqui é o meu lugar?, esperar a resposta, pois Orí é vivo e certamnete vai lhe responder!

Agora, quanto a levar as crianças que pouco ententem até um axé? Onde começar! Isso quem vai responder é o Tempo… As crianças são muito bem-vindas ao Ilè, pois delas é que saem a mais pura essência da natureza e são as que mais se identificam.

Cabê aos pais decidirem a hora certa, mais introduzir os pequeninos a cultura africana é uma boa ideia! além de fazê-los compreender novas culturas, tornaram esses pequenos em pessoas capazes de fazer escolhas sábias desde cedo!

Com o tempo, elas irão escolher o que é melhor pra elas e o que mais lhes agradam!

Axé!