É a mais velha das Nkisis, está ligada à Morte.

Nzumbarandá, Nzumba, Zumbarandá, Ganzumba é a mais velha das Nkisi, tem relação com a lama roxa que aparece nos barrancos nos dias de chuva. Tem semelhança com a Orixá Nanã Buruku.

Nzumba na cultura Bantu, NANÃ na cultura Iorubá, sendo equiparada à figura da avó africana. Sendo este nkisi anterior à idade do ferro, esta é a razão da proibição do uso de ferro ou aço nas suas obrigações. Diz-se que ela não pode VER ferro ou aço. Par resolver essa quizila deve haver no barracão outro local onde se coloca mariô em toda a volta e na porta uma quartinha com uma fava de Ogum dentro. O bicho é cortado nesse quarto, canta-se para o bicho, não se grita o orixá. Bate o ibosé, leva para o quarto onde está o orixá já batido. O ibosé faz-se numa bacia de ágata com água, mel, azeite doce, acaçá, corta-se o bicho, bate-se e só depois se apresenta ao orixá.

OU: os animais usados nas obrigações deste santo devem ser sacrificados com uma faca de bambu1, (ou baobá, ou concha tipo Shell, chata). A faca de bambu é denominada no culto de IGUI. Pode ser usada também um instrumento feito da espinha central do peixe POKUINAN. Esse instrumento é chamado IGUIMOKINAN, devido ao nome do peixe. É com essa faquinha que se raspa a cabeça quando necessário.

Haja vista que o uso da navalha (POKO NDEMBA = Faca de cabelo) é terminantemente proibido no ritual de Nzumba. Também as curas. Prepara-se um pó ritualístico e faz-se só o sinal, sem cortar. Para filhos de Nzumba e Abiku. O primeiro ejé para o otá é das curas, mas nesse caso os otás são alimentados com a saliva (sangue branco)

Devido à razão de seus princípios, fundamentos e funções este santo acaba sendo temido pelas pessoas do culto, já que dizem que espalha a morte (erradamente). Nzumba é ligada saúde, mente, estudos, menos à morte.

Suas cores principais são o branco combinado com o roxo ou com o azul escuro, demonstrando a situação das cores em relação às qualidades. Este santo domina as lagoas na sua superfície e também no fundo lodoso.

Dentro do culto do Candomblé (no runkó – ndemburo) Nzumba e NKOSI não habitam o mesmo ambiente. A junção dessas duas forças num ambiente tem conseqüências desastrosas tanto para a pessoa que recebe a obrigação como para a casa.

Notas Importantes do Culto à Nzambaradá:

  • NZumba e Xapanã são santos perigosos, porque respondem na saúde. O mesmo tipo de faca é usado para os Xapanã (Nsumbus). Também não se usa aço nem ferro, porque eles são anteriores à idade do ferro. Para Ogum a faca deve ficar envolta no morim, só se mostra na hora do corte, com a ponta para baixo, para não chamar Ogum para a briga.
  • Da mesma forma, a primeira água vai com a saliva do pai de santo, tanto no obi como no Bori. Para Nzumba e Iku mulher não corta, só em último caso. E deve ficar amarrada. Pra Egun e Exu mulher só pode cortar se não menstruar mais. Pambunjila e Bara não gostam de mulher. Mulher só pode cortar para exu de Umbanda.

Informações:

Cores: Roxo ou Azul anil e branco.

Dominio: Morte e Águas Pantanosas.

Saudação: MAMETU IXI KUZULA

Qualidades de Nzumbarandá:

  1. AJAOSI
  2. TAKULANDA
  3. SIBUKE
  4. KAMBALANDA – Próxima a Oxum
  5. KUABÒ
  6. KARANA
  7. NAJETU
  8. NASSUELE
  9. NAJURE
  10. BEJERUNDÀ
  11. MAJULÈ
  12. DIJELÚ
  13. (I)NDUÁ
  14. KARAIZA
  15. ZUMBARANGUANJE – Tem a ver com Kavungu
  16. ZAMBARANE

Plantas de Nzumbarandá:

Abacá, Abiu Roxo, Agapanto, Agapanto Lilás, Aguapê, Altéia, Angelim Amargoso, Arnica Brasileira, Avenca, Banana, Batatinha, Bertalha, Cedrinho, Cipó Chumbo, Cipreste, Embaúba, Embaúba – Branca, Erva de Passarinho  (Iabenha), Erva de Passarinho  (Iabenha), Gervão Roxo, Inhame Selvagem, Jaca, Jacinto D’Agua, Jupati, Língua de Galinha, Língua de Galinha  (caiala-camochi), Maçã, Macieira, Mãe Boa  (Manhi–Ximana), Malva Rosa, Malva Roxa, Manacá, Melancia, Melão, Melão de São Caetano  (Takana Falakêji), Milho Alho, Morcegueira, Pata de Vaca, Pata de Vaca Rosa, Pata de Vaca Roxa, Pau Conta, Quaresma, Quitoco, Salsa Brava  (Xikina Kiambe Manhi), Salsa da Praia, Sete Sangrias, Taioba, Uva, Viuvinha.