Mikaiá, Kokueto, Kaya e Kayala saõ nomes para uma mesma Divindade, a dona dos mares e das cabeças, que para os Yorubás seria Yemanjá.

Mikaia, Nkaia ou Kaia(la) – Senhora das águas. Nível mitológico das sereias. Das grandes mães mitológicas, Juntamente com Ndanda Lunda e Kisimbi se tornam a mãe d’água.

Mikaya é um dos Nkisses mais importantes porque ela reperesenta o equilíbrio psiquico.

A parte do corpo regida por Mikaya é a cabeça.

Seu elemento é a água.

Ela é a guardiã das águas do mar, onde, a parte mais profunda das águas é guardada por Mikaya que é a mais velha;

Kokueto, a mais nova e guerreira é a guardiã das pedras e o quebrar das ondas.

Kayala é a guardiã das areias e das espumas das ondas.

Essa Divindade é vaidosa, é a mãe, a mulher acolhedora, que cuida dos filhos, não somente dos filhos que saíram de seu ventre, mas também seus flhos de criação.

Mikaya criou os filhos de Zumbá, ela é mãe de criação de Kavungo, Angoro…

Ela é Mameto Mutuê, a mãe de todas as cabeças.

Mikaiá é sempre reverênciada nas obrigações de Angola, pois assim como Yemanjá no Ketu, ela é a mãe de todos.

Informações:

Cores: Prata ou Azul.

Dominio: Mares e Cabeças.

Regente: A parte psiquica.

Dia da semana: Sábado.

Pedra: Cristal.

Elemento: Água.

Kizila: Pimenta.

Comida: Arroz branco, fava e o feijão branco com bastante mel.

Qualidades de Mikaiá:

  1. Kaijala
  2. Kaimera
  3. Savacy (Semelhante a Yemanjá Ogunté)
  4. Tunderenan
  5. Abilunda
  6. Avité
  7. Vanulé
  8. Abité
  9. Muxeke
  10. Kavité
  11. Sivite

Plantas de Mikaiá:

Água de Elevante miúda, Colonia, Palma da Rainha, Lírio do campo.