Os Pretos Velhos

São entidades de umbanda que representam os negros africanos que vieram para o Brasil. Morreram no Tronco ou de velhice na senzala.

São entidades de força purificada, calma e sábia. Nos passam muita confiança e nos deixam atentos para ouvir seus ensinamentos.

Detem um conhecimento grande, acolhe nossas súplicas e vontades, nos dizendo palavras de paz e ajudando-nos no que for preciso. Espíritos que apesar do sofrimento passado, do sangue e das lágriams derramadas no chão frio da senzala estão sempre com um sorrizo e paciencia para nos ouvir.

Na Umbanda, o dia dos pretos velhos é 13 de maio, a data da ssinatura da lei Aurea, motivo de festa dos negros: O FIM DA CHIBATA!

No Ponto:

“13 de maio. Auê, é data de recordação.

Quando a princesa libertou os seus escravos,

Preto Velho vem na terra pra cumprir sua missão.”

Os pretos velhos, são entidades ligadas a linha de Oxalá (Jesus Cristo). Por tanto, Entidades de Grande Luz e evolução espiritual.

Essas entidades ficam de pé no chão, usam cachimbo, bebem vinho e suas contas são de Lagrimas de N. Senhora (Uma espécie de missanga).

Podem se apresentar como:

  • Congo_ Ex: (Pai Francisco do Congo), refere-se a pretos velhos ativos na linha de Iansã;
  • Aruanda_ Ex: (Pai Francisco de Aruanda), refere-se a pretos velhos ativos na linha de Oxalá. (OBS: Aruanda quer dizer céu);
  • D´Angola_ Ex: (Pai Francisco D´Angola), refere-se a pretos velhos ativos na linha de Ogum;
  • Matas_ Ex: (Pai Francisco das Matas), refere-se a pretos velhos ativos na linha de Oxóssi;
  • Calunga, Cemitério ou das Almas_ Ex: (Pai Francisco da Calunga, Pai Francisco do Cemitério ou Pai Francisco das Almas), refere-se a pretos velhos ativos na linha de Omolu/ Obaluayê;

Entre diversas outras nominações tais como: _Guiné, Moçambique, da Serra, da Bahia, etc…

Muitos Pretos Velhos podem apresentar-se como Tio, Tia, Pai, Mãe, Vó ou Vô, porém todos são Pretos velhos.